Jul 14, 2010

Como entender uma Mulher em 5 passos.


"Toda mulher é doida. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dá-lhe usar nosso poder de sedução para encontrar "the big one", aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais. Uma tarefa que dá para ocupar uma vida, não é mesmo?

Eu só conheço mulher louca. Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem ao menos três destas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante. Pois então. Também é louca. E fascinante."

Martha Medeiros (Doidas e Santas)


......Eu sou no mínimo 7 das 7 qualificações citadas pela Martha Medeiros. Devo ser pelo menos expert no processo da loucura descontrolada né? Ou não. Expert ou não uma coisa eu posso afirmar, em 80% dos ataques de loucura, a mulher não tem a mínima idéia de onde quer chegar com aquilo. Ela só aperta o botão vermelho e resolve jogar truco no escuro. Porque bem, é mais divertido né. Ou não. Aí ela percebe o "ou não" tarde demais. E aí o descontrole perde o controle. Há quem ache charmoso. Há quem olhe todo esse caos e pense: "q".

......A verdade é que mulher, nesses momentos, é a coisa mais fácil de se entender. O problema é que todo esse caos camufla o que ela tenta tanto esconder, apesar de ser claramente visível em todos os seus movimentos. E como eu disse, nessas horas, uns cantam "something in the way she moves/ attracts me like no other lover/ something in the way she woos me" e outros, perdidos, só podem confirmar: crazy little thing called love.

......Ok não vou dizer que é fácil assim, as vezes eu mesma passo mal momentos até entender o que eu mesma estou fazendo ou querendo. Esse descontrole todo geralmente é gerado em 5 passos:



O processo é basicamente assim:

1 - Uma mulher é controlada e certa sobre os pudins da vida, até que alguém resolve dizer que o pudim pode não ser um pudim. Ela não concorda. Ri. Faz piada. Após uma lavagem cerebral, ela já não tem certeza sobre o verdadeiro significado do pudim.

2 - Tudo está bem até que momentos de tédio, filmes ou músicas fazem ela pensar sobre tal pudim conflitante cerebral.

3 - Tudo estava bem até ela resolver que a hora de ir dormir é uma boa hora pra se pensar nos pudins da vida.

4 - Tudo perde total noção do bem quando a mulher sem mais saída, sofrendo já de transtorno obsessivo compulsivo pudinzal, resolve exigir respostas e provas de quem fez tal conflito pudinzozo entrar na sua pobre cabeça que perdeu a paz.

5 - Tudo FODE quando sem respostas, nem provas, nem pudins, ela continua negando mesmo sabendo que o pudim é algo real. Tentando obsessivamente não pensar mais, ela não conclui nada sobre isso e em um momento de fraqueza acaba exteriorizando o pudim ao mundo, e o que sai de sua cabeça são apenas vários pensamentos não concluidos e semi-negados. Entendeu? Nem ela entende. Geralmente nesta fase a mulher parece ter mais braços e bocas do que qualquer coisa. Fala sem parar e nada faz sentido. E pobre é a vítima que tenta compreender o polvo com crise de pudins existenciais.



......Pobre de NÓS, que viramos polvos com pudins existenciais não compreendidos. Isso sim! O que você precisa saber é que é só esperar a poeira abaixar que ela vai parar pra pensar sobre tudo com mais calma, e ai sim, quando uma nova conversa surgir, ela terá um enciclopédia explicando qualquer pudim que possa aparecer por ai.


Até que alguém resolva questionar as geléias.

Manifestações
6 Manifestações

6 almas se manisfestaram.:

Anonymous said...

Ah não! Questionar as geléias é sacanagem! Favor restringir as lavagens cerebrais aos pudins!

Anonymous said...

isso fora de contexto faz algum sentido? ''Pobre de nós, que viramos polvos com pudins existenciais não compreendidos.'' (e dentro de contexto? rsrs)

Super Mila said...

muito bom! já pensou em ser jornalista? vc escreveria ótimos textos tipo Fernanda Young. hehehe

nika fadul. said...

Ahhhhhhh! Obrigada!!! :D

Abigo said...

Acho que o pior mesmo, é que isso faz sentido.
Não pela lógica, mas pela realidade.

Guru said...

Pudiins
Geleeeias
e quando vc mesma, sozinha e sem incentivo de ninguem começa a toc'zar com isso!?
ta vendo.. da pra piora..